abril 18, 2017

(Além dos Versos) Tempo de abraçar, by Marcos Roberto


Olá pessoas, tudo bem?Hoje é dia de poooooooooooooesia.Trago aqui hoje mais uma poesia do meu amigo querido Marcos.Obrigada pelo apoio e pelos comentários maravilhosos.Já sabem, querendo enviar uma poesia para ser postada aqui é só falar comigo pelo carolina.hermanas@yahoo.com.br.Bora ler uma?













Tempo de Abraçar


Essa dor que invade o peito é sinal que o amor verdadeiro existe;
Que ele mora ali dentro e que jamais será arrancado;
Por mais que as surpresas e circunstancias da vida insistam em feri-lo;
Essa dor que invade o peito é sinal que o amor tinha raiz e deu bons frutos;
Por mais que tenha partido as sementes deste fruto sempre estarão em nosso coração;
Assim este amor sempre renderá bons frutos e frutos novos pelo resto de nossa existência terrena;
A felicidade existe;
Podemos mensura-la e almejamos viver sempre com ela;
Conseguimos medir e dizer o quanto felizes estamos;
É algo que nunca poderá ser tirado de nós, pois nosso pai nos faz assim;
A tristeza não existe;
É apenas um nome simbólico;
Um simbolismo que usamos para definir a ausência da felicidade;
Não podemos medir e não vivemos com ela;
Existe um tempo determinado para todas as coisas;
Esse controle não é nosso;
Por mais que não concordemos e nos revoltemos;
Tudo acontece no tempo certo, já estava determinado;
Depois, com mais calma, podemos sentar e refletir;
Veremos que na verdade o tempo de “deixar de abraçar “ nunca existiu;
Foi apenas uma condição física;
Mas saberemos que poderemos abraçar quem amamos sempre que nos recordarmos deles;
Virão em nossos sonhos, pensamentos, lembranças e tem moradia em nosso peito;
Por este motivo nunca deixarão de estar ao nosso lado;
Perceberemos que realmente o tempo de deixar de abraçar nunca existiu;
E quando o ausência de felicidade definida por nós como tristeza se aproximar poderemos dizer:
Apartai-vos de mim maldita, pois eu não te conheço.

Marcos Roberto Santos
31/07/2013

Xoxo,

Carol

5 comentários:

Cássia disse...

Oi Carol! Que lindo esse poema do Marcos, adorei e enfatização do amor e da felicidade, e acima de tudo, do Pai.

Blog aboutbooksandmore.blogspot.com.br

Aline Goettems disse...

Oie, tudo bem?
Eu amo poemas, esse ano estou procurando ler mais, e estou encantada por esse, é um daqueles poemas que faz você refletir, amei <3
Beijos!
http://linegoettems.blogspot.com.br/

Pausa Para Pitacos disse...

Que abordagem mais linda do amor e da felicidade! Adorei!
Adoro poemas, adoraria ler mais, inclusive... espero poder fazê-lo em breve!


Beijos!
Fabi Carvalhais
Pausa Para Pitacos | Participe do TOP COMENTARISTA

Diego França disse...

Poema lindo! Realmente não dá pra decidir quando sentir doer ou não, é preciso senti-la até que deixe de ser dor e seja felicidade.

U abraço forte.
Primeira vez aqui, estou seguindo.
Bjux,
Diego, Blog Vida & Letras
www.blogvidaeletras.blogspot.com

Nessa disse...

Oie
Poema lindo mesmo, nos traz várias reflexoes.

Beijinhos
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

Postar um comentário