dezembro 20, 2016

(Textos Meus) Vamos comemorar o quê mesmo?

Eu não sei como comemorar esse Natal.Sinto uma injustiça aflorando meu coração toda vez que penso em sorrir para uma data tão comemorativa, e ainda sim muito triste.Sempre fui a menina que acreditava no Papai Noel.Eu era aquela  que vivia escrevendo cartinhas de Natal em forma de "presente" para as pessoas da minha família, e achava a maior graça quando recebia pacotes enormes de livros.É a memória mais bonita e mágica que tenho do Natal.Claro, sinto falta dos abraços dos familiares e até das fofocas com a minha prima.Parecia um tempo leve e sensível.

Vi um homem hoje na rua fazendo uma brincadeira para adivinhar aonde estava a chave.Pegava alguns copos e fazia uma espécie de dança.E quem acertasse ganharia uma certa quantia de dinheiro.Escutei " não se preocupa, Deus está com você."Talvez eu tenha me perdido no sentido esperançoso do Natal.Mas desde quando nosso Pai quer o dinheiro que recebemos por aí?Em lugares assim, que determinam a nossa fraqueza por momentos tão estranhos e ainda sim somos engolidos por essa sociedade que só pensa em dinheiro e ter um carro de luxo no final do ano.E então, eu me perguntei: a magia acabou ou nunca existiu?

Ás vezes acredito que eu tenha crescido, e por isso, meu olhar parou de ser tão ingênuo e começou a formular suas próprias visões para não deixar de acreditar no amor.Isso é Natal,né?Amor.Puro.Sempre vejo as decorações de Natal pela cidade de São Paulo, e dessa vez não foi diferente.No entanto, algo me chamou a atenção.Eu vi uma árvore imensa em frente á um shopping( cheio de enfeites e coisa e tal), e do lado do prédio tinha uma barraca.Quase de cara com a decoração de Natal.Não parece injusto sorrir quando seus irmãos estão sofrendo?Não falo sobre ficar triste também, mas dar um pouco de amor para todo mundo.Estamos necessitados.Vejam os moradores de rua falando sozinhos.Vejam as pessoas ocupadas em chegar no trabalho para não perder o emprego.Vejam as pessoas mexendo nos seus celulares enquanto andam.Chega á ser depressivo esse tipo de atitude né?

Eu só fiquei confusa esse ano.Sei que quando as mudanças(universais) precisam acontecer, tudo fica bagunçado nas nossas cabeças, mas quando vamos ressaltar o valor das coisas importantes?QUANDO?

Eu só quero que nesse Natal as pessoas que não tem uma roupa bonita ou o vinho mais caro, lembrem-se de Deus.Ele está com vocês sempre ok?E também, eu.Um pontinho pequeno no meio do caos.Sempre brilhando.Para que as pessoas enxerguem á si mesmas e tenham a mesma esperança que eu: um dia, o mundo vai ser amor.Só amor.E então, tudo vai ficar bem.


3 comentários:

Emylene disse...

OLá, Carol. A gente realmente se esquece mesmo do verdadeiro significado do Natal. Sempre procuramos vestir a melhor roupa, dar o melhor presente, comer a melhor comida e de agradecer ao Papai Noel por tudo. E esquecemos que sem o verdadeiro significado do Natal, nem ele mesmo iria existir. Espero que as pessoas necessitadas possam sim lembrar de Deus e deseja-lhe feliz aniversário. Até mais! ♡
Eutheromania e Hematomas

Débora Christine disse...

O natal é uma época tão linda... mas as vezes acabamos esquecendo o verdadeiro significado. Acho que nos deixamos levar pelo consumismo. Mas olha, Carol, também vejo muita gente fazendo o bem, se importando com quem é menos favorecido. E são atitudes lindas! Que todos deviam ter. Acredite, há quem deixe o nosso mundinho um pouquinho melhor e nessas pessoas eu sempre enxergo o verdadeiro sentido natalino. =]
Feliz natal!

Mundo Literário da Cecy disse...

Oi Carol! O Natal é a minha época preferida do ano, mas, se você perguntar para as pessoas: "o que natal te lembra?" as respostas que ouvimos são "Papai Noel" e "presentes". Não ouvimos mais coisas como "Natal me lembra amo, paz, união e Jesus". Também penso que como cresci essa data deixou de ser mágica, mas, ainda vejo que algumas pessoas ficam mais sensíveis nessa época. Poucas, é verdade, mas, ficam.

Que eu não perca nunca esse olhar, não quero ficar como quase todos!

Beijooooo

Postar um comentário