dezembro 30, 2016

(Youtube) Retrospectiva 2016!

Olá galerinha, beleza? Esse vídeo aqui é para fechar o ano com muuuito amor e esperança! :P

Espero que tenham gostado da  minha mini-declaração e em 2017 nos veremos <3 



Xoxo,
Carol

dezembro 25, 2016

(Resenha) Um presente de Natal, byh Izabela Lopes

 
Ano: 2016 / Páginas: 56
Idioma: português 
Editora: Amazon

"O Natal é uma época mágica, basta você acreditar!"

Mel, por razões pessoais, tinha dificuldade em lidar com todo o sentimentalismo do natal! Luzes piscantes, musiquinhas grudentas e muita confusão e correria eram o resumo dessa época para ela. Mas, quando você tem um namorado que ama Natal e ainda percebe que precisa bancar o cupido para seu irmão apaixonado, o clima de festas pode, magicamente, ser bem favorável! O que Mel ainda não sabe é que o espírito natalino pode despertar intensas emoções e o amor pode, até mesmo, fazer nevar em pleno verão! 

Acredite que coisas boas podem acontecer e seja, você mesma, um presente de natal!

Uow.Sério.Eu acompanho o trabalho da Izabela Lopes no canal Brincando de Escritora( e no blog também) há um tempinho e sempre estou por dentro das novidades.Eu li A Noites das Garotas( só que não lembro muuuuito bem,rs) e me recordo de gostar um bocado da escrita dela.Mas dessa vez, a forma de abordar a história melhorou tipo mil vezes.Parece que a cada texto que lemos da Iza, a personalidade dela começa a transparecer na estrutura e no jeito como narra as histórias.

"Não tem como fugir.Começou.Você entra nas lojas e os atendentes estão mais felizes e sorridentes,não sei se pelo evento em si ou se pelo bônus de final de ano,mas é um fato."


No trecho acima, já sabemos que Melissa é totalmente o oposto de uma alma natalina.Ela foge de todas aquelas musiquinhas que tocam nas lojas durante essa época do ano, mas mesmo assim é obrigada á trabalhar com o pai numa livraria que no mês de dezembro enche de pessoas sedentas por um presente literário.E nesse mesmo ambiente, conhecemos Mari, sua amiga e paixão platônica de Artur( irmão de Mel), uma menina alto astral que vive cantarolando as músicas do velhinho noel.

Conhecemos também Teó, namorado de Mel há oito anos,e um adorável menino que fica feliz demais quando o Natal está se aproximando e está disposto á mudar o coração de sua amada numa data que esta não gosta muito.

O desafio desse conto, a ação principal, ficou uma graça e eu amei a forma como foi construída, mas ainda senti falta da explicação porque a mãe não aparece.Talvez ainda tenha um relato do que realmente aconteceu, mas reparei nesse pequeno detalhe.

Luis é seu BFF e tem umas piadas super engraçadas( e ficou bem natural, o que é incrível sendo que escritoras renomadas nem conseguem chegar aos pés da Iza), e o pai da Mel também é um poço de fofura e amor.

Um dos pontos mega positivos foi ler esse conto no Natal mesmo( duas horas da madrugada de domingo, lá estava eu terminando essa história super fofa e engraçada) e descobrir que a Mel estava assistindo o mesmo que eu: Michael Bublé  e Tony Bennett cantando juntos.Teve um especial dele num canal fechado no dia 24 e eu fiquei apaixonada pelos cantores.

Eu já comentei demais por ser apenas um conto, mas estou ansiosa para ver o que a Izabela Lopes tem para nos mostrar ainda.Sério.A escrita ficou mais limpa, mais engraçada e tem um toque totalmente dela.

Um feliz Natal á todos <3 
Xoxo,

Carol

dezembro 22, 2016

(Criatividade Natalina) The Book Shuffle( Christmas)

E aí galera, tudo bem?Ainda estamos no clima natalino,hohohoh.Obrigada pelos comentários viu?Posso agradecer de novo por tudo? Eu sou tão feliz por ter o blog.Enfim,foco,rs.Eu vi um vídeo da Izabela Lopes no canal Brincando de Escritora onde ela pegava umas músicas da Disney e relacionava com livros.Decidi fazer isso com músicas de Natal porque sou muito criativa,obrigada,rs.Espero que gostem! 


1 ) Merry Christmas - Um livro que te faz refletir 
a) O que eu sei de verdade - Oprah Winfrey. Sabe quando um livro te puxa para o céu e deixa sua alma pendurada ali por um tempão?Essa mulher já passou por poucas e boas, e isso nos inspira.Faz com que pensemos sobre nossas atitudes no nosso dia a dia e como estamos lidando com o mundo.Podemos errar?Podemos acertar muito mais tarde do que pensamos?Podemos ter o que quisermos?Qual o valor do amor?O livro é cheio de passagens lindas e que me fez chorar várias vezes,rs.

2) Natal Todo dia - Roupa Nova  - Um livro que te deixa feliz 
b) Muito amor, por favor! by Matheus Rocha,Ique Carvalho,Frederico Elboni e Artur Aguiar.O quê dizer sobre esse livro?A iniciativa da editora é tão boa.Proporciona muito amor e muito sentimento bom em meio á tudo isso que vivenciamos em 2016 né? Por isso, esse livro me deixa feliz e muito esperançosa.

3)All I Want For Christmas Is You - Fifth Harmony - Um livro que te faz lembrar alguém
Meu conto vale?Escrevi um conto chamado "Eu gostaria que estivesse aqui", meio que em homenagem ao meu padrinho.Se vocês quiserem que eu poste aqui amanhã ou qualquer outro dia, é só falar <3 


Xoxo,
Carol

dezembro 21, 2016

(Youtube) Eu voltei!

E aí galera, beleza?Sei que ainda estou meio sumida daqui, mas não se preocupem.Janeiro está recheado de coisas novas ok?Prometo :) 
Esse vídeo é só para que todos tenham uma ideia básica do que aconteceu nos últimos dias.Fortes emoções.



Xoxo,
Carol

dezembro 20, 2016

(Textos Meus) Vamos comemorar o quê mesmo?

Eu não sei como comemorar esse Natal.Sinto uma injustiça aflorando meu coração toda vez que penso em sorrir para uma data tão comemorativa, e ainda sim muito triste.Sempre fui a menina que acreditava no Papai Noel.Eu era aquela  que vivia escrevendo cartinhas de Natal em forma de "presente" para as pessoas da minha família, e achava a maior graça quando recebia pacotes enormes de livros.É a memória mais bonita e mágica que tenho do Natal.Claro, sinto falta dos abraços dos familiares e até das fofocas com a minha prima.Parecia um tempo leve e sensível.

Vi um homem hoje na rua fazendo uma brincadeira para adivinhar aonde estava a chave.Pegava alguns copos e fazia uma espécie de dança.E quem acertasse ganharia uma certa quantia de dinheiro.Escutei " não se preocupa, Deus está com você."Talvez eu tenha me perdido no sentido esperançoso do Natal.Mas desde quando nosso Pai quer o dinheiro que recebemos por aí?Em lugares assim, que determinam a nossa fraqueza por momentos tão estranhos e ainda sim somos engolidos por essa sociedade que só pensa em dinheiro e ter um carro de luxo no final do ano.E então, eu me perguntei: a magia acabou ou nunca existiu?

Ás vezes acredito que eu tenha crescido, e por isso, meu olhar parou de ser tão ingênuo e começou a formular suas próprias visões para não deixar de acreditar no amor.Isso é Natal,né?Amor.Puro.Sempre vejo as decorações de Natal pela cidade de São Paulo, e dessa vez não foi diferente.No entanto, algo me chamou a atenção.Eu vi uma árvore imensa em frente á um shopping( cheio de enfeites e coisa e tal), e do lado do prédio tinha uma barraca.Quase de cara com a decoração de Natal.Não parece injusto sorrir quando seus irmãos estão sofrendo?Não falo sobre ficar triste também, mas dar um pouco de amor para todo mundo.Estamos necessitados.Vejam os moradores de rua falando sozinhos.Vejam as pessoas ocupadas em chegar no trabalho para não perder o emprego.Vejam as pessoas mexendo nos seus celulares enquanto andam.Chega á ser depressivo esse tipo de atitude né?

Eu só fiquei confusa esse ano.Sei que quando as mudanças(universais) precisam acontecer, tudo fica bagunçado nas nossas cabeças, mas quando vamos ressaltar o valor das coisas importantes?QUANDO?

Eu só quero que nesse Natal as pessoas que não tem uma roupa bonita ou o vinho mais caro, lembrem-se de Deus.Ele está com vocês sempre ok?E também, eu.Um pontinho pequeno no meio do caos.Sempre brilhando.Para que as pessoas enxerguem á si mesmas e tenham a mesma esperança que eu: um dia, o mundo vai ser amor.Só amor.E então, tudo vai ficar bem.


dezembro 19, 2016

(Dicas Literárias) hohohohoh!

Olá galera, beleza?Espero que sim.O Natal está chegando e pelo menos na minha vida sempre foi a melhor época do ano!Feliz com esse pequeno momento de magia, decidi compartilhar com vocês dois livros que falam sobre o natal e estou tentando lê-los durante essa semana especial!Bora?



Na noite de Natal, uma tempestade de neve transforma uma pequena cidade num inusitado refúgio para encontros românticos. Em “Deixe a Neve Cair”, bem sucedida parceria entre três autores de grande sucesso entre os jovens, John Green, Lauren Myracle e Maureen Johnson escrevem três hilários e encantadores contos de amor, com direito a surpreendentes armadilhas do destino e beijos de tirar o fôlego. E provam que o amor verdadeiro pode acontecer quando e onde menos se espera.











Se você gosta do clima de fim de ano e tudo o que ele envolve, presentes, árvores enfeitadas, luzes pisca-pisca, beijo à meia-noite, vai se apaixonar pelo livro. Nestas doze histórias escritas por alguns dos mais populares autores da atualidade, há um pouco de tudo, não importa se você comemora o Natal, o Ano Novo, o Chanucá ou o solstício de inverno. Casais de formam, famílias se reencontram, seres mágicos surgem e desejos impossíveis se realizam. O pessimismo não tem lugar neste livro, afinal o Natal é época de esperança. 








Espero que tenham gostado do meu mini-post e espero também que me aguentem falando sobre o Natal durante o resto da semana <3

Xoxo,

Carol

dezembro 16, 2016

(Textos Dele) O presente dela

Era fim de tarde do dia de aniversário dela, a luz estava apagada, estávamos satisfeitos com a pouca luz da rua somada à luz da lua entrando pela janela. Chovia o suficiente para impedir de irmos à praia, lamentamos algumas vezes por isso. E ainda que eu me culpasse por não ter cogitado a chuva, ela sorria e se divertia comigo com se lá fora não fizesse a menor diferença.

Eu havia planejado cada momento daquele fim de semana milimetricamente, desde o momento que ela chegou até o dia que se fosse embora. Mas nem tudo ocorreu nos meus planos, o hotel que ficaríamos não pode nos receber antes do horário como havia solicitado,  e tudo bem andamos por aí até parar numa lagoa e nos unir com casais clichês de lá. “Foi ótimo assim também amor”, ela disse me vendo frustrado como meus planos, “nos divertimos e nos amamos”. E foi assim realmente, foi ótimo!
Nossa noite foi incrível, eu tinha sido convidado para o aniversário chique da filha do chefe, e ela veio como minha fiel parceira. Dominamos a pista de dança, quase esquecemos o presente e ela ficou conhecendo todos os colegas do trabalho. Fiz questão de apresenta-la como o amor da minha vida, ela ficava tímida e aceitava, e depois adorava. 

No outro dia pegamos a barca e fomos a cidade ao lado, dona da mais bela praia da região. Infelizmente a chuva não cessou um momento se quer nesse fim de semana, então teve praia molhada para matar a curiosidade, e uma lanchonete pequeninha para matar o tédio. À noite nos divertimos no sofá da pousada que ficamos perto da praia, entre o filme bobo e mal escolhido e as nossas bobeiras de entretenimento ficamos com os dois. Até a luz apagar. 

Pareceu que o universo nos deu uma grande chance de estarmos só e em silencio, por entre os cafunes e caricias que foram trocadas eu jamais me senti tão amado, e podia saber que ela sentia o mesmo através do seu toque. Ela sabe que não vou esquecer esta noite, onde tudo pareceu estar acabado e mesmo assim nos amamos. 
O dia seguinte foi o dia dela, eu tive a honra de ser o primeiro a cumprimenta-la. Para fugir da chuva e não arruinar o dia dela, arrumei um pequeno shopping da região para visitarmos. Ele era mesmo pequeno, mas tinha uma casa de jogos que nos garantiu um pouco de diversão e ótima comida para toda fome que tivéssemos. Ela se divertiu muito, eu fique muito encantado, percebi que não importa o que eu tenha planejado, ela estava ali e gente estava curtindo muito tudo isso. Lição importante aprendida. 

Quando a gente voltou para a pousada eu tive mais vontade ainda de entregar o presente que tinha comprado, mas o presente não ficou pronto e eu não tinha nada para entregar a ela. Mas mesmo que o local não era o que eu tinha escolhido na minha cabeça, mesmo que as palavras não tenham saído da forma que ensaiei com a ela sobre o presente não seria entregue naquela noite. 

Primeiro disse que precisava falar algo sério, que imediatamente mudou o nosso tom de brincadeira completamente. Então comecei a enumerar o quanto era ótimo estar com ela e o quanto crescemos juntos, comecei a lembrar e faze-la lembrar do quão importantes foi sermos amigos e o quanto isso contribuiu para a nossa relação. E que por esses e tantos outros motivos eu havia tomado uma grande decisão, “Comprei alianças, sabemos os laços que nos une sai de dentro nosso peito... Quero mostrar meu compromisso e deixa você saber quero um futuro com você...”, eu disse enquanto ela me olhava firme e profundamente nos olhos, estática no enlace do meu abraço. Mas quando terminei ela não teve palavras para tal surpresa, e entre o sorrisos e beijo a alegria dos se manifestou completamente, junto com suspiros de amor no ar. Começamos a construir um futuro... 



PS:Eu pedi " amor, escreve um conto de natal?" e então ele descreveu o melhor dia do meu ano inteiro.

dezembro 13, 2016

(Textos Meus) Instável

Nota:Escutar Home, by Gabrielle Aplin

Eu estou confusa.
Eu contei um segredo para você.Um pensamento concreto, na verdade.E sua risada alterou todo o percurso até agora.No passado, algumas brigas interroperam nosso caminho, mas continuamos.E o coração avisou que era para prestar atenção na mente.Já disse que estou atordoada? Estou agoniada.Quase pulando para uma outra cidade qualquer.O quê vale a pena se não existe sentimento sincero?Porque de repente, estou me sentindo a pessoa mais sozinha desse mundo?Será que é porque eu cuidei de você, mas nunca fui cuidada?Nunca fui de fato importante?Estou quebrada.Estou várias coisas, mas não completa.

Os dias vão passar e essa dependência vai embora.Você deve estar com raiva de mim e do modo como agi te falando a verdade, mas não está aqui agora para entender.Para ME entender.Compreende a gravidade da situação?Vou sempre lembrar de você quando a Gabrielle Aplin preencher meus ouvidos, e vou sempre chorar quando lembrar do seu último abraço.Eu vou.Mas vou dizer uma coisa...vou seguir em frente.Nem que seja sozinha.Nem que seja enchendo a cara de vodka na esquina.Eu vou seguir.Cansei de parar cada parte da minha vida por você, sendo que nunca tenho trinta segundos do seu amor.Aliás, que amor né?

Dói.Porque acabou.Dói porque sua risada ainda continua na minha caixinha de lembranças boas e quero te guardar lá.Espero que seja grata pela presença da idiota aqui.Espero que seja grata pelos momentos que enfrentamos...ou enfrentei?Não sei mais.Ainda estou confusa e agora me sinto insegura.Me sinto mal.Sinto que está tudo errado.Eu sei que esse sentimento horrível vai se quebrar e vou viver.Mas até lá, pode não aparecer mais?Será melhor para nós duas.Juro.

Dói porque antes o "eu te amo" era o ponto final da nossa conversa.Agora é uma droga de interrogação que não sai da minha cabeça.Fica bem.







dezembro 12, 2016

(Parceria Nuccia de Cicco) Brindes!

E aí galera, belezinha?A linda da Nuccia me mandou esses brindes na sexta-feira e decidi compartilhar aqui com vocês.São meros objetos literários  fofinhos :) Querem acompanhar o blog dela aqui?





Xoxo,

Carol

dezembro 11, 2016

(Youtube) #MakingLove: Dengo, by Anavitória

Oi galera, tudo bem?Saudo á minha volta para o mundo da internet com esse vídeo que fiz pro meu namorado.Não sei cantar muito bem, mas o que vale é a intenção,rs.


Xoxo,

Carol

dezembro 05, 2016

(Desabafo) Uma semana!

Olá galerinha, tudo bem? Hoje eu vim aqui falar uma coisa rapidinho.

Vocês já tiveram um momento em que nada parece tão importante quanto sua paz interior?Eu estou nesse nível agora e por isso vim contar que preciso de um tempo do blog.Pelo menos, durante essa semana, preciso me afastar um pouco dos livros e tudo que me envolve nesse mundo da internet.Preciso de mais inspiração, de mais criatividade e mais força para continuar persistindo nesse trabalho.Todo blogueiro(a) já passou por isso e não quer dizer que simplesmente vou largar tudo ok? Só preciso de tempo.Ler coisas novas, escrever um pouco e ficar só vagando por aí.

Espero que possam me entender e que estejam comigo nessa nova fase.Acreditem, tudo isso que estou fazendo nesse momento é só para voltar ainda com mais garra e força ok?A vida meio que esfrega na nossa cara.A vida nos tira do chão e nos faz pensar sobre nossas escolhas e quem somos.Ok?

Preciso do apoio de todos agora.Preciso que me compreendam e que estejam preparados para me receber de volta na semana que vem.
Obrigada pela amizade de sempre!

Xoxo,

Carol

dezembro 01, 2016

(Novidades Literárias) Editora Companhia das Letras

Nesta aclamada obra, Siddhartha Mukherjee, vencedor do prêmio Pulitzer de não ficção de 2011, combina ciência, história social e relatos pessoais para nos contar a extraordinária narrativa de uma das mais importantes descobertas dos tempos modernos. Ao investigar a hereditariedade, Mukherjee irá mostrar como a genética influencia nossas vidas, personalidades, identidades, destinos e escolhas.

Ao longo do livro, Mukherjee explora também a própria origem e família, com seu trágico histórico de doenças mentais, nos mostrando como a ciência pode saltar rapidamente dos laboratórios para a vida. Um livro extraordinário sobre uma das mais importantes – e urgentes – questões da humanidade.


Quer saber mais?É só clicar aqui!