fevereiro 28, 2016

(Resenha) Eternamente você, by Sophie Jackson

LANÇAMENTO  23/12/2015 
TÍTULO ORIGINAL  LOVE AND ALWAYS 
TRADUÇÃO  THALITA UBA 
NÚMERO DE PÁGINAS  80 
EDITORA  ARQUEIRO






                                  Sinopse
Quando conheceu o arrogante presidiário Wesley Carter em Desejo proibido, a professora Kat Lane sentiu um misto de atração e ódio. Mas, à medida que o relacionamento entre eles se intensificou, ela descobriu um novo lado de seu aluno e se apaixonou por ele.

Agora os dois resolvem se casar, mas a mãe de Kat não fica nem um pouco satisfeita com a notícia do noivado. Além disso, Carter acaba de assumir a presidência da empresa da família, uma grande responsabilidade em sua nova vida fora da prisão, e precisa apoiar seu melhor amigo, que não consegue se livrar das drogas. 

Equilibrar problemas pessoais, da família e de um negócio de bilhões de dólares não deixa muito tempo para o casal aproveitar a vida a dois.

Em meio a esse turbilhão, será que Carter e Kat vão conseguir manter a chama da paixão acesa?

Desde o ano passado criei a intensão de ler livros desse gênero.Nunca tinha apreciado uma história erótica e foi bem diferente do que pensava.Quero dizer, temos um certo preconceito com esse tipo de leitura,né?E no final das contas, gostei e estou louca para ler a trilogia.

Eternamente Você (livro narrado em terceira pessoa) veio como um brinde dos últimos livros que solicitei para Arqueiro.Conta a história de Kat e Carter, um casal fofo, engraçado e que passam por mil e um problemas.Na verdade, esse é um conto gratuito que a escritora "deu de presente" no meio de "Desejo Proibido" e "Paixão Libertadora" ( essse segundo tem previsão para lançamento no próximo semestre).

A escrita é suave, engraçada e completamente humana.Ok, vocês vão me achar louca, mas me julguem se nunca acharam aquele livro que as palavras pareceram forçadas demais.Odeio isso.Fica superficial.Mas a Sophie não.Me senti completamente á vontade com sua sutileza.

Neste conto, Carter pede a sua garota em casamento e nem percebe a burrada que cometeu.Antes de conversar com a sogra Eva( que nem vai lá com a cara dele) já havia feito o pedido.A mulher ficou  brava, é claro, mas no primeiro momento nem crucificou o casal.Só decidiu fazer o acordo pré-nupcial para a filha.

E entre as brigas familiares, há também Max, o melhor amigo de Carter que está na reabilitação resolvendo seus problemas e quer fazer parte do casamento de Kat e Carter.Todo mundo parece enfrentar a si mesmo(a) todos os dias ao acordar
.
Logo solicitarei o primeiro volume da trilogia, porque fiquei muito curiosa com alguns misterios que o conto deixa.Claro que quem conhece a história vai compreender, mas eu gostaria de saber bem mais.

"Kat nem ligaria se o mundo parasse naquele instante.Ela nunca se sentira tão segura ou protegida quanto nos braços de Carter." Página 34

Espero que tenham gostado,

Xoxo

(Resenha) Enquanto Bela Dormia, by Elizabeth Blackwell

LANÇAMENTO  11/01/2016 
TÍTULO ORIGINAL  WHILE BEAUTY SLEPT 
TRADUÇÃO  VERA RIBEIRO 
NÚMERO DE PÁGINAS  368 


                                             Sinopse
“Em uma alquimia irresistível, a ficção histórica e a forma clássica de desfiar narrativas se unem nesta inteligente recriação de A Bela Adormecida. Com suas intrigas palacianas, este livro pode até não ser um conto de fadas, mas é tão encantador quanto um.” – People

“Inesperado e de partir o coração. Uma história cativante cheia de casos de amor, segredos e promessas feitas e quebradas. Esta releitura linda e original de um clássico é sedutora e muitas vezes surpreendente.” – Library Journal

Nos salões de um castelo, uma confidente leal guardou por muitos anos os segredos de uma rainha linda e melancólica, uma princesa que só queria ser livre e uma mulher que sonhava com a coroa. Esta é sua história.

Ambientada em meio ao luxo e às agruras de um reino medieval, esta releitura de A Bela Adormecida consegue ser fiel ao clássico ao mesmo tempo que constrói uma narrativa recheada de elementos contemporâneos. Nessa mescla, os dramas de seus personagens – um casal infértil, uma jovem que não aceita viver em uma redoma e uma família despedaçada pela inveja – tornam-se atemporais. 

Quando a rainha Lenore não consegue engravidar, recorre aos supostos poderes mágicos da tia do rei, Millicent. Com sua ajuda, nasce Rosa, uma menina linda e saudável. No entanto, a alegria logo dá lugar às sombras: o rei expulsa de suas terras a tia arrogante, que então jura se vingar. Seu ódio se torna a maldição que ameaça a vida de Rosa. Assim, a menina cresce presa entre os muros do castelo, cercada dos cuidados dos pais e de Flora, a tia bondosa e dedicada do rei que encarna a fada boa do conto original. 

Mas quando todas as tentativas de proteger Rosa falham, é Elise, a dama de companhia e confidente da princesa, sua única chance de se manter viva. E é pelos olhos dessa narradora improvável que conhecemos todos os personagens, nos surpreendemos com o destino de cada um e descobrimos que, quando se guia pelo amor – a magia mais poderosa do mundo –, qualquer pessoa é capaz de criar o próprio final feliz.

Curto bastante essas releituras que alguns autores se arriscavam a fazer.Creio que cada um tenha a sua própria visão sobre esse universo "lindo" que criaram,hm?E isso realmente é muito legal de ver.

 Admirada pela sua obsessão com histórias, a avó de Rammy escuta a bisneta encenando algum conto de fadas para os irmãos.E todos permanecem quietos, como se aquele momento realmente tivesse sido presenciado.A menina é a mais destemida de todas, por isso a avó afirma sua coragem e confiança quando esta não corre ou fica estranha quando encontra algumas lembranças no baú de sua avó.Ao contrário, quer saber cada vez mais.E com isso, a senhorinha Elise  começa a lembrar de Rosa e a contar algumas passagens de sua vida para a menininha.

A escritora conseguiu transformar esse fairytale num dia-a-dia sabe?A história é linda, mesmo que a autora a tenha distorcido.O mais legal foi justamente essa relação de leitor  e autor, que acaba aproximando todo mundo.

Elise descobre pela mãe que é adotada, mas é obrigada a sair da própria casa quando a familia toda(incluindo os irmãos) daquela casa havia falecido com a varíola.Com isso, arranjou um cantinho bem bacana na casa da sua Tia Agna.Com a ajuda da única família que restou, resolveu pedir arrego para a Rainha Lenore á procura de um emprego.Como sua principal amiga(julguei assim,rs) e companheira para todas as horas, Elise estava fazendo um ótimo trabalho.Tanto que após algum tempo, a relação de ambas tornou-se tão forte que ela acabou virando uma mãe para Elise.A rainha estava lá para todas as situações complicadas e tristes, e Elise disponibiliza-se para ajudar a única  que lhe deu abrigo.

"Ela parecia tão aflita que desejei poder abraçá-la, tal como minha mãe costumava fazer para me confortar quando eu era pequena." Página 76 


Elise conhece Petra, uma outra criada que lhe ensina todo o serviço do Reino.A amizade entre as duas torna-se verdadeira, mesmo que a menina houvesse ficado chateada com a recém-chegada, pois trabalhava há bem mais tempo e nunca recebera uma promoção.Elise chega e já lhe rouba alguns anos de experiência.E nem é só isso.Seu coração também fisga o filho do sapateiro,Marcus.Uma paixão avassadora que causara brigas e revoltas.

A mais nova companhia da Rainha conhece o rei e também sua tia estranha Millicent.A bruxa da história e completamente dissimulada, a mulher trama uma estrategia para deixar todos sem chão.Elizabeth conta novamente a clássica história de A Bela Adormecida de um ângulo em que as coisas façam um sentido maior do que estamos acostumados a ler.

A história pode ser resumida numa única palavra:amor.Não importa o que aconteça, essa palavrinha aí sempre será a resposta para qualquer problema ou resultado de qualquer felicidade.Sem o amor em nosso corações, não conseguimos seguir em frente,certo?A mensagem final é linda :)

Não vou contar mais porque vai virar spoiler.Leiam e comentem depois comigo o que acharam <3


Xoxo,

Carol

fevereiro 26, 2016

(Resenha) A divina sabedoria dos mestres, by Brian Weiss


Informações técnicas
LANÇAMENTO: 15/02/2016
TÍTULO ORIGINAL: MESSAGE FROM THE MASTERS
TRADUÇÃO: FABIANA COLASANTI E LUIZ ANTÔNIO AGUIAR
NÚMERO DE PÁGINAS: 208
ISBN: 9788543103235
PREÇO: R$ 29.90
EDITORA: SEXTANTE
                                                                         

                                  Sinopse
Neste livro, Dr. Brian Weiss descreve a sabedoria espiritual e nossa jornada desde antes do nascimento até a morte e depois dela. O que pode nos ajudar e o que pode nos atrapalhar. O que pode nos abrir portas e o que pode fechá-las. O que ele aprendeu em seus reencontros com os Mestres.

O maior objetivo de nossas vidas é atingir o conhecimento íntimo de que somos almas imortais, trazidas a esta grande escola chamada Terra para aprender lições sobre amor, compaixão, paciência, equilíbrio e harmonia, não violência, fé e confiança, relações amorosas e assim por diante. O aprendizado dessas lições é a única esperança para a humanidade.

Essa não é uma tarefa fácil. Tornar-se iluminado e feliz requer um trabalho árduo. A compreensão plena é um processo contínuo e gradual, uma corrente, um fluxo que não se interrompe mesmo com a morte do corpo físico.

No entanto, se você ler este livro com cuidado, com a mente aberta e com generosidade no coração, estará caminhando na direção da verdade e do amor.

****

“Considero A divina sabedoria dos mestres o ponto mais alto de meus vinte anos de estudos e experiências. Ele vai além dos outros livros, fazendo a ligação entre todas as minhas descobertas. Ele explica como usar o conhecimento acumulado para trazer alegria, equilíbrio e harmonia para sua vida, a partir de agora.

Ele ensina como livrar-se do medo, das ansiedades, da tristeza, da raiva e de todos os sentimentos e pensamentos que nos prejudicam.

O que há de mais importante neste livro é o amor, não apenas o amor romântico ou o amor pelas coisas materiais.

Quando as pessoas vivem intensas experiências espirituais, a energia do amor está sempre presente. É um amor incondicional, absoluto e transcendente. É uma energia atemporal, carregada de sabedoria e compaixão.

O amor é a energia mais fundamental, é a essência de nosso ser e do universo. É o amor que une e conecta todas as coisas e pessoas.

O amor é mais do que um objetivo, mais do que um combustível, mais que um ideal. Nós somos amor.

Espero e desejo que este livro lhe ensine a reconhecer o amor, a cultivá-lo e a ampliar sua experiência de amor (especialmente o amor a si e nos relacionamentos), manifestando-o e irradiando para os outros. Como conseqüência, você inevitavelmente experimentará mais alegria, saúde e felicidade.

Em meus outros livros, descrevi as características de experiências metafísicas: reencarnação, a natureza da alma, o poder de cura, as capacidades mediúnicas e sensitivas, a experiência de quase morte e a fantástica sabedoria dos seres que parecem existir do outro lado.

Chegou o momento de entender e experimentar a energia que está presente e conecta todas as experiências, fenômenos e seres. Quando conseguirmos isso, nossa vida se expandirá e seremos capazes de remover os obstáculos que nos impedem de atingir a paz interior, a alegria e a felicidade.” - Brian Weiss

  UOW.Pirei quando descobri que a Sextante tinha livros sobre espiritualidade.Como começar a resenhar esse livro?Porque sério, eu posso fazer VÁRIOS posts falando sobre cada capítulo que Brian escreveu.Ok, bom, vamos lá.Eu sou espírita e acho que alguns já sabem, pois andei postando coisas sobre religião e a liberdade de expressão na fé que cada um que possui.Ainda mais quando falo que vou ao centro espírita e alguns falam "isso é macumba".Ok ok, nem todo mundo possui conhecimento da religião( no caso, doutrina) do outro né?

Brian fala sobre VÁRIOS conceitos que carregamos na nossa nada mole vida.Fala sobre a estranheza ao entrar nesse mundo de loucos e também fala sobre a coisa que mais tememos em um certo momento: a tal da morte.Gosto de estudar um pouco a visão espírita perante á vida, porque começamos a enxergar as coisas de um ângulo que faz sentido.Por exemplo, a morte não é tida como um único fato.A partir dali, diante de nossos mentores espirituais e amigos também, faremos nosso novo plano encarnatório para encararmos os erros e defeitos e mancadas que deixamos nessa vida.O espírito se renova.A carne pode ser outra, mas o pensamento incluído naquele determinado espírito fica ali, renovando suas atitudes e outros comportamentos que são julgados pela sociedade ou por aqueles que o amam.É meio complexo, mas com o livro fica compreensível,juro,rs.

O Brian fala muito sobre a regressão neste livro.Confesso que preciso aprimorar meus conhecimentos diante desse trabalho dentro da doutrina, mas creio que sirva para resgatar alguns memórias do passado( de outras encarnações) para que sejam acertadas aqui.Claro que não é TUDO que podemos saber, senão perde todo o sentido de voltarmos aqui para consertamos nossos erros e arrumarmos nosso defeitos.E com isso, começa a destacar pontos importantes para o desenvolvimento espiritual enquanto humanos.Por meio de relatos tocantes, aborda temas como perdão,amor,tragedias,mortes e outros assuntos rotineiros.

Meus olhos se fixaram na escrita do cara quando descreveu algo como " os remedios não fazem tanto efeito quanto a cura espiritual".Entenderam?O mais incrível de tudo isso é que Brian não acreditava na espiritualidade, mas com os acontecimentos em sua vida, as dúvidas cessaram.Fiquei pensando por quanto tempo ele demorou a confiar em Deus e nos "anjos" que o coroam.

O nosso amigo escritor não acredita em coincidência ou "acasos" e sim, oportunidades para os espíritos encarnados evoluírem de acordo com seus erros,defeitos e qualidades.Todos estamos nessa encarnação para aprender algo sobre nós mesmos e o próximo.Se a sua família não se dá bem com você, é porque tornou-se preciso vir para a Terra aprender alguma lição importante com eles.

Brian também aborda uma questão que me interessou muito.Vivemos num mundo tão corrido,atribulados de serviços que nem damos uma chance para ELE se aproximar né?Nunca temos tempo para orar,pedir,agradecer e ainda reclamamos pelas coisas que nos acontecem.Ok, as coisas vão ser do que jeito que tem que ser mesmo, mas com a força de Deus tudo fica mais fácil enfrentar,certo?Então, precisamos sempre parar um momento, refrescar nossos pensamentos negativos e deixar que a espiritualidade faça a sua parte, ou seja, entrar em meditação profunda.

E por último( e nem metade das coisas que esse livro tem a dizer,rs) o autor fala nos auto-conhecer.Creio que refletir sobre o perdão, o amor, o momento presente, o momento passado nos traz algumas certezas de quem devemos ser ou quem queremos ser.E absorvendo todo esse conteúdo, podemos nos abrir para um novo mundo.Onde o importante não é apenas a sua consciência limpa e sim a oportunidade de ajudar o próximo.Um mundo de Regeneração,talvez.

Aprendi várias coisas com este livro que com certeza vou carregar pro resto da vida.Mas o que ficou na minha cabeça é: será que estamos amando e nos amando do jeito correto? Reflitam também :)

"A compreensão pode curar imediatamente nossa dor mais profunda." Página 51

Xoxo,
Carol


fevereiro 25, 2016

(Resenha) O diário de um zumbi do minecraft - um desafio assustador, by Herobrine Books


EDITORA Sextante / Gmt
I.S.B.N. 9788543102641
NÚMERO DE PÁGINAS 96
IDIOMA Português
TRADUTOR Ana Ban
ANO DA EDIÇÃO 2015
AUTOR Herobrine Books

                                                Sinopse
Você acha que os zumbis são diferentes da gente? Então ficará surpreso com o que vai descobrir.
Você tem nas mãos o diário de um zumbi de 12 anos.
Nestas páginas, você terá a oportunidade de conhecer o dia a dia na Escola Monstro e vai saber o que realmente se passa na cabeça de slimes, esqueletos, creepers, endermen e outros personagens do universo Minecraft.
Entre um passeio para o Nether e um quase encontro com o Ender Dragon, o maior desafio na vida de um jovem zumbi está em jogo: conquistar Sally Cadáver e derrotar Jeff, o maior imbecil da escola. A vida (ou seria a morte?) de um zumbi não é nada fácil...
NÃO PERCA TEMPO E MERGULHE NESTA AVENTURA!

Não conheço esse jogo Minecraft, mas depois de ler essa história fiquei curiosa para saber como são moldados esses personagens tão engraçados,rs.

O menino(cujo nome não é divulgado) é uma criança zumbi(robô) e se frusta, pois seus pais não o deixam sair de casa para brincar.


"Tenho certeza  de que os pais humanos não são assim,não dizem aos filhos o que fazer.Eles devem ser superlegais e deixar as crianças ficarem acordadas o dia inteiro." Página 4


Ele é aluno da Escola Monstro e seus melhores amigos são:reepy,Esquely e Slimey.Ele é apaixonado por Sally(mas Jeff rouba o coração da pequena menina almejada), mas não consegue lhe contar.E também conta seus maiores segredos para Steve, um menino humano que ensina algumas coisas sobre a vida real.E é engraçado e ao mesmo tempo sadio.

Não tenho muito o que escrever do livro, porque é beeeeeem curto e ilustrativo e simples.Talvez quem conheça esse jogo possa ter uma outra visão, mas na minha concepção gostei da simplicidade das palavras e da pouca diversão contida na história.Com certeza, quero continuar lendo os próximos :)


Xoxo,

Carol

fevereiro 24, 2016

(Resenha) O que há de estranho em mim, by Gayle Forman

     INFORMAÇÕES TÉCNICAS
LANÇAMENTO: 11/01/2016
TÍTULO ORIGINAL: SISTERS IN SANITY
TRADUÇÃO: MARCELO MENDES
NÚMERO DE PÁGINAS: 224
ISBN: 9788580414806
PREÇO: R$ 29.90

                                                 Sinopse
Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade.

Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão.

Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.

****

– Para onde eles estão me levando?

– É para o seu próprio bem – disse meu pai.

Fui jogada numa saleta abafada e a porta foi trancada. Soluçando, esperei que papai caísse na real, visse a grande besteira que estava fazendo e viesse me buscar.

Mas não foi isso que aconteceu.

“Gayle enfoca uma típica questão adolescente – a busca de respeito e reconhecimento por parte dos adultos – e lhe dá uma nova abordagem.” – Kirkus Reviews

“O que há de estranho em mim é uma história ágil e interessante, que equilibra momentos leves e pesados. Neste primeiro romance de Gayle, já vislumbramos as marcas dela, pedacinhos e fragmentos de suas futuras obras.” – The Book Addict’s Guide

“Um ótimo trabalho de Gayle ao capturar o espírito de amizade e a angústia dos adolescentes.” – School Library Journal

“O que há de estranho em mim é baseado em pesquisas e entrevistas da autora com garotas que passaram por centros de tratamento. Ler este livro é como testemunhar um acidente e ficar aliviado por não estar envolvido nele. A mensagem é claríssima, e os leitores se preocuparão tanto com os personagens que precisarão saber o que acontecerá a eles.” – VOYA.

Ser uma adolescente pode parecer uma tarefa bem fácil para alguns e um pouco decepcionante para outros,hm?Claro que planejar uma viagem com a madrasta(conhecia no livro como Megera) seu meio-irmão e um pai "pau mandado" , faz com que Britt( nossa protagonista desse drama) favoreça bem mais o lado cruel da história.
Britt é rebelde, tem tatuagens e é guitarrista numa banda chamada Cloud, onde se reune com seus amigos para tocar em diversos lugares.Está tudo mais ou menos tranquilo quando a família "feliz" resolve fazer um passeio por Grand Canyon.Mas a menina não esperava por essa quando o carro tomou outra direção.Aparentemente, estavam indo para Utah.Um orfanato.

Filha de uma mãe com problemas mentais,Brit carregava algumas traumas em sua vida, mas estava tudo bem.O pai sempre estivera ao seu lado para tudo.Por isso, a reação do mesmo faz com que a menina se revolte contra todo o resto.Mas ele mesmo não percebia que estava indo  na onda da nova mulher.Eu acho que podemos relacionar esse tema com muitas fases de nossas vidas,hm?Ok,vou falar.Quando era mais nova, meus pais achavam que eu tinha algum problema.Sempre fui tímida, na minha mesmo.E isso não era um fato grave para pensarem na possibilidade de me levar á um especialista ou algo assim, mas começar a perguntar o que de fato eu sentia.Eles nunca perguntavam.Assim como em Reconstruindo Amelia, vimos que a falta de comunicação com os pais, a falta de atenção dos dois causa certos transtornos na vida de um( ou uma) adolescente.Britt só queria alguém para conversar.


A autora deixa bem claro como alguns orfanatos tendem á fazer um tipo de terapia errado.Não pode isolar a pessoa  para que reflita seus atos e aceite suas punições; isso só realça o problema e faz com que a pessoa enlouqueça.Interessado no dinheiro que os pais vão gastar com a "empresa", os funcionários apenas dão um jeito de subordinar os coitados(as) até que os salários deles sejam pagos.Percebemos isso ao ver Britt relacionar-se com as outras meninas do lugar.V,Bebe,Martha e Cassie mostram que ela não está sozinha.E juntas, numa terapia coletiva( e escondida do pessoal do orfanato) reuniam-se para desabafar e falar sobre experiências passadas.E claro, sabemos que esse tipo de tratamento é o melhor.Conversar,extravasar, ter com que contar todos esses detalhes de nossos medos é um conforto imenso para o coração de qualquer pessoa que esteja passando por um problema assim.



"Isso era a coisa mais absurda do mundo.Que tipo de instituição educacional ia querer que a pessoa não tivesse amigos nem se divertisse pelo menos um pouco?Que tipo de lugar ia querer que a pessoa ficasse sozinha e triste,sentindo-se desprezada, só em nome da terapia?" Página 72


Quando li Eu já Estive Aqui dessa mesma autora, fiquei em choque com a habilidade de transformar assuntos tão pesados em um livro.É sério.É fascinante a maneira como aborda esses temas polêmicos.Acredito que além de uma chamada de atenção para os pais, precisamos enxergar melhor se os orfanatos realmente são bons quanto parecem.Eu indico esse livro para todos vocês :)


Espero que tenham gostado.

Xoxo,
Carol

fevereiro 23, 2016

(Bookstart) 11 contos e um segredo - Antologia


Venham aqui comigo.Vocês costumam ler contos?São textos bem rapidinhos para ler e passar o tempo e ainda aprimorar mais nossa amiga imaginação,rs.A Bookstart está com um livro de contos de fantasia.Gostou?Cativou?"Quero pra ontem"? 

Confiram a sinopse abaixo.

                        11 contos e um segredo!
A Bookstart está sempre pensando em como preencher o mundo com bons livros e boas histórias!
E foi daí que nasceu a ideia de reunir autores para um livro de contos de fantasia. Mergulhar nessas histórias é uma aventura necessária.
Elas não só nos tiram do dia a dia por vezes engessado, mas nos jogam em outros mundos e nos abrem as portas para um mar de possibilidades. Ler é nossa passagem para viver nesses mundos e voltar para o mundo físico como heróis, cheios de magia e inspiração!

A escolha dos autores é como um bolo de chocolate branco, chocolate amargo, chocolate ao leite, cerejas e morangos com bolas de sorvete de flocos, passas ao rum e frutas silvestres: uma mistura muito doida que dá muito certo!

Querem saber mais?Corram aqui para conferir um pouco mais desse livro super cool.Ainda não entendeu como funciona o Bookstart?Volta aqui pro post que fiz e expliquei os conceitos básicos :)

Xoxo,

Carol

fevereiro 22, 2016

(Resenha) Como se livrar de um vampiro apaixonado, by Beth Fantaskey

             Informações técnicas
LANÇAMENTO: 24/11/2011 
TÍTULO ORIGINAL: JESSICA'S GUIDE TO DATE ON THE DARK SIDE 
TRADUÇÃO: ALVES CALADO 
NÚMERO DE PÁGINAS: 304 
ISBN: 9788599296905 
PREÇO: R$ 29.90
                                      Sinopse 
Jessica Packwood levava uma vida tranquila no interior da Pensilvânia e esperava ansiosamente pelo início do último ano escolar. Seus planos eram se formar e conseguir uma bolsa de estudos para a faculdade, ganhar a olimpíada de matemática e namorar seu colega Jake Zinn.

Mas aí um novo aluno esquisitão (e muito gato) chamado Lucius Vladescu aparece do nada, dizendo que Jessica pertence à realeza vampírica e lhe foi prometida em casamento para selar a união entre os clãs mais poderosos dos vampiros. E de repente Jessica percebe que sua vida está prestes a virar de pernas para o ar.

Para completar, Lucius fica hospedado na casa dela e faz de tudo para conquistá-la e atrapalhar seu flerte com Jake. Com a desculpa de que está fazendo intercâmbio, ele gruda em Jessica na escola e humilha todos os outros alunos da aula de literatura. O romeno esnobe e perfeitinho tira a garota do sério, mas logo começa a se encantar pelo estilo de vida local e arever seus conceitos.

Jessica, por sua vez, vivencia uma importante autodescoberta e sofre uma transformação física e psicológica, fazendo as pazes com o seu passado e chegando a uma encruzilhada: ela deve ignorar o pacto de casamento e tocar sua vida simples ao lado da família e do namoradinho do colégio ou se abrir para uma experiência surreal e se unir a Lucius por toda a eternidade?

Em seu livro de estreia, Beth Fantaskey mesclou humor, fantasia, romance e terror para criar uma história surpreendente. Repleto de tiradas sarcásticas, diálogos divertidos e personagens complexos, Como se livrar de um vampiro apaixonado apresenta uma nova forma de enxergar os mortos-vivos mais atraentes da literatura mundial.
Senti falta de histórias que envolvessem vampiros, por isso fiquei curiosa quando esbarrei nesse livro no site da Arqueiro.Nem pensei muito, apenas fiz a solicitação para a minha querida editora parceira e cá estou para contar um pouco desse enredo maluco e ao mesmo tempo enriquecedor.


Jessica começa a história relatando sua vida na pacata cidade do interior: ela esperando o ônibus escolar,enquanto um menino lindo e estranho a encara.

“...Por que não posso ter um carro,como quase todo colega do último ano do ensino médio?Mas,não,eu tinha que “compartilhar a viagem” para salvar o meio ambiente.Quando eu for sequestrada pelo cara ameaçador que está debaixo da árvore,é capaz de papai insistir para que minha foto de desaparecida seja impressa apenas em papel reciclado...” Página 9


Ainda que a essência do livro seja a mesma do Crepúsculo( digo, em termos estruturais e até mesmo da própria história), Beth é mais objetiva e engraçada.Não tornou tudo fantasioso demais, apenas tentou relatar como se fosse algo natural.
Jessica chega à escola e está sentada com sua melhor amiga Mindy repugnando seu lugar na sala de aula, quando vai pedir uma caneta para alguém e eis que...

“-Com licença, você precisa de um instrumento de escrita? – A voz profunda,com sotaque europeu,vinha de trás.Não tive escolha a não ser me virar.
Não!” – Página 14


Jessica revela a verdade no livro: é adotada e relembra seu nome anterior da Romênia(Antanasia).E no meio dessa confusão interna junto aos pensamentos complexos, não consegue decifrar se Lucius lhe atrai ou o garanhão de sua escola chamado de Jake.Aparentemente, Lucius é um vampiro e precisa casar-se com Jess para não haver guerra em sua terra.Começa a frequentar a mesma escola que a menina e até dormir em sua casa com o consentimento dos pais dela(estes já sabiam do segredo).A menina,forte e relutante(característica que a autora acrescentou muito na personalidade, porque sei lá, a Bella em Crepúsculo é muito frágil) recua diante de tal afirmação.Como assim vampiro?Não queria acreditar.Além do humor, da fantasia, de uma realidade que mesmo fora do comum a autora conseguiu nos aproximar, Beth também ressalta a importância de acreditar em si mesma.No que é.Porque quando Jess faz isso, tudo ao seu redor muda.A vida inteirinha.De cabo a rabo!

Jessica nega seu Destino.Lucius não pode ser o amor da sua vida.Mal conhece aquele cara de pau, e agora já quer casar e jurar vida eterna?De saco cheio e completamente sincero com suas emoções,Lucius desabafa através de cartas para o seu tio Vasile.

O que eu achei desse livro?Perfeito.Sério.Como assim a Jess é uma rebelde sem causa?Como assim ela não morre de amores por Lucius?E como assim ele passa a gostar da vida humana e até saborear cada minuto dela?Sério.No decorrer da história,soltei várias gargalhadas com o jeito durão de Lucius, mas sempre sarcástico.Por isso batia de frente com sua princesa Jessica.Como disse anteriormente, gostei da história e do modo como foi montada, porque não parece impossível(eliminando a parte do vampiro,of a curse) como pensei em Crepúsculo.Conseguiu trazer essa história para o nosso dia-a-dia.

Se não me engano tem mais dois livros dessa saga e espero muito conseguir lê-los.Quero ver como será o desenrolar desse casal louco,ahahahahhaa.

Espero que tenham gostado.

Xoxo,

Carol.

fevereiro 19, 2016

(Uma Tal de Paula) Doce Embalo

Eu precisava de um amor
Ele pareceu-me
Eu precisava de uma flor
Ela se fez florir
Por mim

Ganhei flores do amor
Guardei-as em meu coração
Gravei doces melodias e sai a bailar
Sai a sorrir

O amor me deixou
As flores murcharam
Permaneceram as melodias
E a pequena e triste valsa
Estou a sorrir e bailar
Sorrir e bailar



Xoxo,

Carol

fevereiro 18, 2016

(Esclarecimentos) Projeto Blogueiras Unidas

E aí, people?Espero que estejam bem, porque eu me sinto ótima.Antes de tudo, obrigada por 28 MIL VISUALIZAÇÕES.Sério.Eu estou TÃO feliz por isso e outras novidades que vem por aí.Ok, foco,Carol,rs.

Lembram que postei sobre um projeto de blogueiras né?Eu estava empolgada no começo, mas conforme o tempo passou, me desanimei com algumas coisas.Julgo desnecessário descrever esses desentendimentos aqui, mas só estou escrevendo para  avisar que sai do grupo.Sabe quado não conseguimos encontrar ideias iguais ás nossas?Isso aconteceu.No entanto, estou com outras ideias e projetos que incluem VOCÊS ( e logo mais, todo mundo vai saber,rs). Ok? Vamos seguir em frente agora e esquecer o resto.

:)

Xoxo,

Carol

fevereiro 17, 2016

(Desabafo) Sensações

Eu não prometi nada na virada do ano.Não tenho planos.Talvez alguns objetivos.Eu só olhei pros fogos de artíficio na praia,dei uma piscada pra lua que apareceu e afirmei que não ficaria triste.Por nada.Porque eu tenho tudo o que preciso: um amor, uma família e uma vida inteira.Qual seria o sentido de reclamar?

O ano começou bagunçando tudo em mim.Sabe quando você se vê num beco sem saída e isso soa desesperador?Senti aguém me sufocando por alguns dias, até que me perguntaram.O que sou, quem sou, pra onde quero ir e o que quero me tornar.E então, mais do que qualquer resposta elaborada, percebi que para decidir eu precisava experimentar.Provar do ruim e do bom.Degustar cada sensaçãoIr mais a fundo.

Eu chamei uma amiga para ir beber.Caroool indo tomar cerveja?Pois é, e foi a primeira sensação do ano.Não sei qual era minha ideia final, mas ficar ali, com aquele monte de caras desconhecidos e bocas tortas, me deu arrepios.Sempre achei esses botecos estranhos e sem graça.A culpa foi da presença da "amiga"?Não.Foi do lugar em si que me deixou completamente desconfortável e com vontade de sair correndo.Eu fiquei bêbada( e isso realmente não resolve os problemas) e neguei pra todo mundo que bebi.O que eu aprendi?Que eu posso ser quem quiser.Posso escolher o que quiser e ir para onde quiser, mas preciso me sentir a vontade para isso.E agora vejo que para encontrar o meu destino, preciso ir provando, até achar o gosto de chocolate com limão.Nem muito doce, nem muito amargo.Assim como todo mundo tem a metade de uma laranja, posso ter também um luugar certo que é chamado de "meu",né?Vamos ver, estou ansiosa pela próxima parada.Acho que vou descer em qualquer estação.Não tenho hora pra voltar.


Xoxo,

Carol

fevereiro 16, 2016

(Novidades) Parceria Bookstart

Sabe quando a sua sexta-feira está meio para baixo e um simples e-mail te reergue?Foi isso que aconteceu na semana passada.Agora sou oficialmente uma Bookbro da Livraria BookStart.Sim, é uma parceria.E sim, parece estranho, mas vou explicar aqui direitinho como funciona.

Foco no mercado editorial
O Bookstart é a primeira plataforma de financiamento coletivo focada no mercado editorial brasileiro. Apresentamos uma forma alternativa para publicação de novas obras usando o conceito de crowdfunding, ajudando autores e editoras a viabilizar seus projetos através da colaboração dos próprios leitores. Nosso propósito é reunir em um só lugar leitores, autores e editoras.


Oportunidade para autores
Por meio do financiamento coletivo, oferecemos uma oportunidade para todo e qualquer autor realizar o sonho de ter seu livro publicado. Aqui é o lugar certo para angariar recursos, conectar-se com seus fãs, publicar seu livro e vê-lo exposto para todo o mercado editorial. Se você é um autor independente, fale conosco. Estamos aqui para publicar seu livro. Somos uma vitrine literária!

 Você tem um ótimo manuscrito em mãos, mas não sabe como transformá-lo em uma publicação de sucesso? Não se preocupe: nós temos uma equipe especializada para ajudá-lo em todas as etapas do processo editorial, desde a definição da estratégia de marketing da campanha até a entrega dos livros aos leitores. Precisamos apenas do seu empenho na divulgação da campanha de crowdfunding que criaremos sob medida para você.

 Ficaram interessados?
Entrem aqui que  lá tem tudo explicadinho.

Logo mais, venho com mais novidades.Me acompanhem :) 

Xoxo,

Carol

fevereiro 15, 2016

(Day Together) Day Four

Você segura meu queixo.A menina marrenta trinca os dentes e ajeita os cabelos.Segundo sua percepção romântica, fui nomeada como “menina dos olhos de outono”.Gosto da maneira como transforma minha alma em poesia.É cafona para os outros,aposto.Mas se tem uma coisa que aprendi com você é que a vida pode ser um livro inteiro poetico, desde que haja NÓS.Os outros são apenas figurantes que por acaso entraram no sumário.

Você vira meu rosto para o seu.Pergunta porque toda vez, no meio da conversa,torço o pescoço e fujo das próprias respostas.É complexo explicar o que só pode ser sentido, mas tenho medo que descubra a verdade.Se olhar bem no fundo desses olhos meio avermelhados, vai enxergar quantas coisas tortas e ás vezes erradas encontram-se bem aqui.Outras lágrimas são apenas frutos de umas maças podres que comi por aí.Não sei te amar menos.Mesmo quando insiste na minha felicidade, com a braveza manifestando-se em cada “argh”, você desperta a simplicidade no meu sorriso.E eu sinto dor,angústia,felicidade,saudade, e tantos outros adjetivos que não sei descrever, mas consigo sentir por cada partícula deles.E no final, se o carinho ofertado for o teu, eu ficarei bem.Respiro fundo.


Você conversa comigo.Fujo da resposta, de novo.Segura meu queixo na sua direção e prendo a respiração.Sou domada por um instante de magia: seus olhos são remédio para esse estrago no coração que tantas vezes fora remendado.Meneio a cabeça.Minha pele toca na sua.Olho pra você e vejo soluções dos problemas.Você enxerga.Cada metro de bagunça acumulada.Não foge.Não corre.Apenas fica aqui.Sorrio.Eu não desvio meu olhar.E você diz que me ama.



Xoxo,

Carol

fevereiro 12, 2016

(Textos Dela) Uma Tal de Paula


           Desabafo poético

Ela era criança,
Só  tinha quatro anos.
Ele era dos cabelos grisalhos,
Ela era criança,
Ele tinha poder,
Ela só uma criança,
Ele tinha doces e balas,
Ela uma criança que amava doces e balas,
Ele grisalho,
Ela criança sem meninice,
Ele se satisfez,
Ela se recorda até hoje,
Doces e balas,
Hoje dezessete anos e as recordações abusivas

De doces e balas.


PS:E aí, vocês estão curtindo pra valer?Quando terminei de ler essa poesia,fiquei tipo "uooooow,isso é forte".Dá pra refletir bastante né? :) 


Xoxo,

Carol



fevereiro 11, 2016

(Resenha) Reconstruindo Amelia, by Kimberly McCreight

INFORMAÇÕES TÉCNICAS 
LANÇAMENTO: 09/06/2014
TÍTULO ORIGINAL: RECONSTRUCTING AMELIA
TRADUÇÃO: CAROLINA ALFARO
NÚMERO DE PÁGINAS: 352
PREÇO: R$ 44.90
EDITORA ARQUEIRO
                                      Sinopse
Kate Baron achava que sim até receber a devastadora notícia de que Amelia, sua filha de 15 anos, cometeu suicídio pulando do telhado do colégio particular onde estudava. Poucos dias depois, entretanto, uma mensagem anônima em seu celular revela que a morte de sua filha talvez não tenha sido da maneira que as autoridades alegaram.

Amelia pode ter sido assassinada? Como advogada, Kate está determinada a descobrir a verdade e, para isso, mergulha no passado da filha, recolhendo cada fragmento de e-mail, cada linha dos textos do blog, cada atualização de status do Facebook.
Sempre um passo atrás da verdade, ela descobre um lado de Amelia que nunca imaginaria que existisse.Este impressionante romance de estreia vai além de uma história sobre segredos e mentiras. Narra a busca de uma mãe tentando reunir cada detalhe possível para reivindicar a memória da filha que não pôde salvar.

Kate trabalha na área da advocacia e não consegue acreditar quando recebe um telefone da escola de Amelia(sua filha), dizendo que a menina tomara uma suspensão de três dias.

“Suspensa da escola?Não.Não Amelia.Apesar do excesso de trabalho,ela conhecia a filha.Conhecia-a de verdade.Só podia ser engano.” Página 15

A história narra os fatos de acordo com o POV de Amelia e Kate.De acordo com as angústias,incertezas e sentimentos confusos da nossa protagonista Amelia, podemos enxergar a ausência da mãe em sua vida.Isso me fez refletir.O quanto as pessoas estão preocupadas(os) com seus filhos(as)?Qual o limite do trabalho?O dinheiro realmente paga tudo?Essas perguntas são claras no enredo da história, mas será que no dia-a-dia as pessoas realmente dão tudo de si para seus filhos?Será que com a correria e com o estresse do trabalho, não acaba esquecendo-se dos problemas alheios?Todo mundo precisa conversar e desabafar.E por último, quando os pais “esquecem” dos bebês,tudo tende á levar para o negativismo.A capa do livro realça o ar sombrio e sério de Amelia e tudo que acontece em sua volta.E é a partir desse ponto, do quase esquecimento, que os filhos começam a se envolver com pessoas erradas.

Quando Kate chega até a escola(logo após a ligação estranha), encontra Amelia morta.E os policiais acreditam que a menina havia se matado, por mais que a mãe jurasse de pé junto que não.

Aos poucos, o livro relata a mãe tentando descobrir o que aconteceu com sua filha morta, através de e-mails,mensagens de celular e um misterioso blog com as fofocas da escola e também apresenta Sylvia(melhor amiga de Amelia) e Ben( alguém estranho que só fala pela internet com a menina, mas nunca se apresentou pessoalmente).

Outra questão importante que também faz com a falta de atenção da mãe contribua, é a sociedade pressionando-a para se enturmar com o pessoal.Sempre foi a mais quietinha, até entrar para uma espécie de clube que “zoam”  o restante da turma e alguns professores.Podemos perceber também o auto-descobrimento: Amelia se apaixona por uma garota, se revolta contra a mãe e ainda tem esse grupo estranho de garotas que só querem baderna.É uma fase que nos descobrimos muito, apesar de toda a confusão.

Ler uma história assim prende sua respiração até o último segundo.O modo como a autora colocou no papel trouxe emoção e misterio ao mesmo tempo, o que achei fantástico.E ainda sim, várias questões sobre valores pessoais.Achei interessante a abordagem.

Espero que tenham gostado.

Xoxo,


Carol