janeiro 29, 2015

(Textos Meus) Você explodiu as estrelas,

Que amamos  numa noite de verão.O céu azul acima de nossas cabeças.A melodia triste dançando nas nossas mentes.Uma história de amor com o cronômetro ligado.Um sorriso apagado,um beijo esquecido e uma poesia que todo mundo quis escrever.E tudo o que saiu da sua boca pálida resumiu-se á um sentimento hipócrita: "não".Não vai fazer o tratamento de câncer,não vai lutar pela vida,não vai ficar ao meu lado,não vai tentar restaurar o meu melhor sorriso.Não parece ser a fuga para a dor de sua vida,agora.Não,não,não.Gritei,chorei,pedi á Deus,perdi a fé...desculpa,eu desisto.O não agora é a palavra que uso para sair da sua vida.Volta quando precisar daqueles dias nublados após uma manhã conturbada,ok?Só não volte depois de eu obrigar você á ir para o hospital.Respirar fundo nessa hora é tão díficil quando sair por aquela porta e nunca mais voltar.Você sabe quantas vezes amei alguém?Uma e não deu certo.Talvez a palavra não seja a incógnita mais dolorosa da minha vida.O significado é tão simples,mas o resultado no meu coração quebram-se em pedaços toda vez que escuto seu nome.Eu te amo,merda.Será que não vê isso?Será que não viu que o clichê era um nome idiota até você chegar?Eu era a durona, a forte, a sabe-tudo... e seu olhar desmoronou isso.Seu jeito.Seu toque.E você me amou.Ahhh sim, eu sei que estou sendo sincera por você.Não há jogos.Não há choros.Não há...claro que sim,poxa.Você está me fazendo chorar nesse momento.Está jogando com a minha vida.Com tudo.E os planos?E o casamento?E os filhos?E tudo isso fica em qual parte da sessão da tarde com "foram felizes para sempre?".Merda, eu te amo e eu só queria que uma vez na sua vida você parasse de explodir as coisas e olhasse de perto.Como?Olha eu, bem aqui, no fim do mundo, em meio ao caos,te segurando.Eu prometo que essa corda não vai arrebentar,meu bem, só...siga em frente e eu te pegarei.Ok?


Xoxo,

Carol

janeiro 27, 2015

(Lançamentos) Editora Novo Conceito

Olá galera, tudo bem?Hoje vim trazer alguns lançamentos da editora Novo Conceito.Vamos conferir?


Todo mundo acha que Rosie e Alex nasceram para ser um casal. Todo mundo menos eles mesmos. Grandes amigos desde criança, eles se separaram na adolescência, quando Alex se mudou com sua família para os Estados Unidos. 

Os dois não conseguiram mais se encontrar, mas, através dos anos, a amizade foi mantida através de emails, mensagens de texto, cartas, cartões-postais... Mesmo sofrendo com a distância, os dois aprenderam a viver um sem o outro. Só que o destino gosta de se divertir, e já mostrou que a história deles não termina assim, de maneira tão simples.







Victoria morreu em um trágico acidente, deixando sua filha Holly sob a responsabilidade do seu irmão, o solteiro convicto Mark. O tio Mark não se sentia muito preparado para cuidar da menina, mas assumiu o compromisso de devolver o sorriso aos seus lábios. No entanto, ele descon fia de que não esteja fazendo um bom trabalho, uma vez que Holly nunca mais falou desde que ficou órfã. Uma cartinha para o Papai Noel revela um desejo que pode ser a chave da felicidade de Holly: ela só quer ter uma mãe.

Maggie perdeu o marido em uma batalha contra o câncer e não quer jamais - passar por tudo isso de novo. Por isso, ela fechou seu coração e prometeu a si mesma dedicar-se somente a sua nova loja de brinquedos em Friday Harbor, que permite às crianças viajar um pouco nas asas da imaginação. A amizade entre Maggie e Holly (que até passou a acreditar em fadas!) ao mesmo tempo comove e preocupa o tio Mark. Ele tem certeza de que a nova amiga fará bem a sua sobrinha, mas precisa decidir se a deixará entrar em sua própria vida...
Nós também torcemos, do fundo do coração, para que Holly tenha uma linda noite de Natal.



Para Kate Klein, que, meio por acaso, se tornou mãe de três filhos, o subúrbio trouxe algumas surpresas desagradáveis. Seu marido, antes carinhoso e apaixonado, agora raramente está em casa. As supermães do play-ground insistem em esnobá-la. Os dias se passam entre caronas solidárias e intermináveis jogos de montar. À noite, os melhores orgasmos são do tipo faça você mesma.

Quando uma das mães do bairro é assassinada, Kate chega à conclusão de que esse mistério é uma das coisas mais interessantes que já aconteceram em Upchurch, Connecticut, nos últimos tempos. Embora o delegado tenha advertido que a investigação criminal é trabalho para profissionais, Kate se lança em uma apuração paralela dos fatos das 8h45 às 11h30 às segundas, quartas e sextas, enquanto as crianças estão na creche.

À medida que Kate mergulha mais e mais fundo no passado da vítima, ela descobre os segredos e mentiras por trás das cercas brancas de Upchurch e começa a repensar as escolhas e compromissos de toda mulher moderna ao oscilar entre obrigações e independência, cidades pequenas e metrópoles, ser mãe e não ser.





A sonhadora Isabelle e o determinado Robert desejavam, com todas as suas forças, se entregar à paixão que os unia. Mas uma jovem branca e um rapaz negro não poderiam cometer tamanha ousadia em plena década de 30, em uma das regiões mais intolerantes dos Estados Unidos, sem pagar um preço muito alto.

Diante dos ouvidos atentos da cabeleireira Dorrie, a história do amor trágico e proibido se desdobra, enquanto mudanças profundas se instalam em sua própria vida.

Com personagens humanos e, por isso mesmo, memoráveis, As Cores do Entardecer mostra que as relações afetivas muitas vezes são mais profundas que os laços de sangue. A cada etapa da viagem de Isabelle e Dorrie, as lições sobre otimismo e fé se multiplicam.


Xoxo,

Carol

janeiro 26, 2015

(Pré-lançamento) Editora Underworld

É uma luta de morte – com transmissão ao vivo pela TV – quando a filha de um gladiador entra na arena.



Lyn é filha de um neo-gladiador, e puxou ao pai. A mãe dela fez carreira se casando com o lucrativo mundo do esporte sangrento televisionado, e as regras da Associação de Esportes do Gladiador são naturais para sua família. Sempre alimentar a confiança do gladiador. Lembrá-lo constantemente de suas vitórias. E o mais importante: Nunca sair do estádio quando seu pai estiver morrendo. As regras ajudam a família a sobreviver, mas regras – e a GSA – também podem se voltar contra você. Quando um jovem e talentoso lutador mata o sétimo pai de Lyn, ele também captura o bracelete do dote de Lyn, o que significa que ela tem que se casar com ele… Para os fãs de Jogos Vorazes e Clube da Luta, a história de estreia de Lise Haine é um olhar fascinante para um mundo viciado em violência – um mundo moderno que é inquietantemente fácil de imaginar.

Autor: Lise Haines
Tamanho do Livro: 14×21 cm
Peso: 400 gramas
Acabamento capa: Brochura
Papel: 80 gramas
ISBN: 978-85-64025-21-9

janeiro 24, 2015

(Resenha) Faça amor, não faça jogo, by Ique Carvalho


(fotos retiradas da internet)



Autor: CARVALHO, IQUE
Idioma: PORTUGUÊS
Editora: GUTENBERG
Assunto: Autoajuda
Edição: 1
Ano de Edição: 2014
Ano: 2014





E  lá estava eu, passando pela livraria numa bela tarde de domingo, quando essa capa maravilhosa saltou na minha frente.Para variar, saquei o money do bolso e comprei esse livro que definitivamente mudou( ainda mais) o meu conceito de amor.Pela aba, ficamos ciente que o autor desse livro tinha esse blog com essas crônicas sobre todo tipo de amor, mas todos incluindo uma doença terminal do seu pai.Os textos são tão bons que as pessoas visualizaram na internet e ficou tão popular que Ique publicou essas crônicas.

Não sei descrever o jeito do Ique.  Creio que é uma prosa poética, no entanto, mesmo que a forma de alinhar os sentimentos essas crônicas seja essencial na leitura,Ique consegue abordar todo e qualquer tipo de amor.Sabe aquele amor de infância?Aquele amor platônico?Aquele namoro conturbado?Aquela amizade que poderia ser algo a mais?Tudo em textos leves,divertidos,emotivos e pesados.O sentido de pesado aqui é porque Ique faz questão de mencionar( ou colocar, ou citar, ou escrever sobre)  seu pai que está morrendo a cada dia que passa.Faz você, o leitor, pensar sobre o amor, o verdadeiro conceito e quanto estamos realmente vivendo ou apenas existindo.

Demorei só dois( ou três) dias para ler porque a leitura é fácil e as linhas poéticas( e né, nem amo uma poesia,ahahahah) são lindas de morrer.Antes de cada crônica, há uma indicação de que música deve escutar durante aquela história.É díficil citar apenas um que tenha me comovido, mas gostei muito da última.O nome é "O casal perfeito"  e eu vou postar uma parte aqui:

"...E ela tropeça no próprio sorriso.
E foi assim que,
Naquela doce noite de novembro,
Nós nos apaixonamos.
Eu de Peixes e ela de Virgem.
Alguns mundos são distintos.
Mas quando se cruzam,
Se tornam o infinito..."


E aí, alguém ficou louco também para ler esse livro? :)

Xoxo,

Carol







janeiro 22, 2015

(Frases) Caio F.Abreu

"Se algumas pessoas se afastarem de você, não fique triste, isso é resposta da oração: “livrai-me de todo mal, amém”.


"Muita coisa que ontem parecia importante ou significativa amanhã virará pó no filtro da memória. Mas o sorriso (...) ah, esse resistirá a todas as ciladas do tempo."


"Na minha memória - tão congestionada - e no meu coração - tão cheio de marcas e poços - você ocupa um dos lugares mais bonitos."


"Quem procura não acha. É preciso estar distraído e não esperando absolutamente nada. Não há nada a ser esperado. Nem desesperado."


"Tente. Sei lá, tem sempre um pôr-do-sol esperando para ser visto, uma árvore, um pássaro, um rio, uma nuvem. Pelo menos sorria, procure sentir amor. Imagine. Invente. Sonhe. Voe."


"Não importa quanto vá durar – é infinito agora."



Xoxo,

Carol

janeiro 20, 2015

(Sorteio) Seja um herói e descubra novas histórias!

Olá queridos amigos blogueiros,estão bem? 

Tenho uma mega novidade pra vocês.

A Fernanda do blog O Amor Literário mandou um e-mail com uma proposta mega legal.Ela teve uma ideia em novembro ao ir doar sangue na cidade de Goiânia.Quando voltava para casa teve a ideia de juntar o seu blog Amor Literário com algumas editoras, para fazer uma campanha de doação de sangue juntamente com nossos leitores. Quem doar e comprovar ganhará prêmios.

Aqui está os kits para inspirar vocês a um ato voluntário saudável. 

Por: Ana C. Martines

janeiro 16, 2015

(Textos Meus) Sparks fly

Encontrei uma vela  perdida perto de casa hoje .Peguei o esqueiro do meu cigarro,acendi a bendita e o que parecia um monte de fogos de artíficio ofuscou minha visão.Não tirei o óculos.As lentes não diferenciavam em nada,afinal.A noite chegou de repente e eu nem vi a chuva que estava amontoando-se lá no céu azul.E lá estava eu e a bagagem de pensamentos  visualizando todo aquele brilho á frente.Respirei fundo por um segundo e refleti sobre o momento.O coração bagunçado.Como posso amar alguém de um modo tão certo que parece errado?Tem beijos inesperados, ligações na madrugada, poesias por olhares, abraço de urso e até um novo caderno para escrever a nossa história.O problema são as expectativas criadas em cima de pessoas que não são obrigadas á preenchê-las,certo?Ok.Não é só ele.É tudo.A faculdade que terminou, o trabalho que parece cada vez mais perturbador Quando.Quando foi que a vida virou tudo do avesso,hein?Não senti a virada brusca, mas certamente estou tentando lidar com as consequências. Difícil é deixar o controle fora das suas mãos.Porque é fácil se culpar por atitudes que nem lhe competem,né?De repente, você é levado á uma certa posição em que sua escolha é que vai determinar a sua vida, mas não a vida dos outros.É preciso paciência para que façam suas próprias escolhas.Que terrível viver na submissão daqueles que amamos.E essa faísca aqui?É a representação do meu estado de espírito.Eu posso brilhar, mas assim que a chuva vir,serei apagada.Nunca estaremos seguros.


Xoxo,

Carol

janeiro 13, 2015

Inspiração: Toda Poesia

Olá pessoas bonitas,tudo bem?Hoje trouxe uma coisa diferente para o blog.Quem não gosta de acessar o youtube?Músicas,séries,filmes completos,shows e tudo na faixa.Eu gosto de procurar covers desconhecidos( assim conheço mais cantores bons que estão escondidos por lá) e também curto coisas diferentes.Por exemplo, há um tempo atrás meu namorado me mostrou um vídeo que o cara recitava uma poesia dele( num estilo meio rap,no caso) e fui procurar saber mais coisas referente á esse canal.E de repente, encontro músicas,poesias famosas,escritores desconhecidos, sendo ressaltados nas vozes de outras pessoas que curtem essa manifestação de arte.A grande parte são poesias conhecidas( e músicas também,aliás,melodia é poesia certo?), mas outras nem tanto.Sabe o que é mais legal?Não é um círculo fechado e sim um canal que reúne todo mundo que apoia esse projeto.Vamos participar?Ou se preferir, só assistir alguns?Garanto que é muito bom :)

Xoxo,

Carol




janeiro 08, 2015

(Resenha) Garotas Sérias, by Maxine Swann





Autora: Maxine Swann                    
Editora: PLANETA DO BRASIL
Ano de Edição: 2012
Nº de Páginas: 256
Olá pessoas, tudo bem?Hoje vim aqui resenhar o livro "Garotas Sérias" da autora Maxine Swann.

Comprei esse livro no mês passado na rodoviária tietê.Estava em promoção numa feira de livros(minúscula, mas recheada de livros legais) e resolvi comprar.Paguei apenas dez reais e não me arrependi em momento algum, mesmo desconhecendo a abordagem de escrita da Maxine.Tem uma história semelhante á esse enredo; alguém já leu Jane Eyre?É um romance de época que retrata questões feministas.Fala da liberdade de expressão, da repreensão dos costumes nessas mulheres, e sobre outros pontos interessantes.

Maya e Roe são duas adolescentes que por motivos diferentes vão para um colégio interno onde se conhecem.Roe é filha de um pai militar e uma mãe que faleceu e Maya tem um pai que foi embora de casa ainda quando era pequena e é filha de uma mãe que namora o seu padrasto; um homem maravilhoso que sempre lhe ajudou a sobreviver em meio ao caos.
Nessa troca de experiências, Roe e Maya viram melhores amigas e compartilham a partir desse momento aventuras e descobertas sobre elas mesmas, buscando através de uma cidade perigosa e tentadora(Nova York) as verdades que tanto procuram.Personalidades diferentes, rostos desconhecidos e um punhado de sonhos nas malas pequeninas.
A escrita é pausada, como se fosse pensamentos misturados com ações- e o foco narrativo é em primeira pessoa, narrada pela Maya, uma das personagens principais.

      Pontos negativos:
 - Há alguns probleminhas na tradução.Na página 15 "...que me esqueci da minha...".Erros bobos, mas que incomodam um pouco na hora de ler.Redundância, algumas palavras com falta de pontuação, mas nada que prejudique o sentido da leitura em si.


    Pontos positivos:
- A autora escreve a história de maneira detalhista, mas não se aprofunda demais em questões materiais( o que normalmente acontece em Literatura Clássica)  e sim concentra-se em ressaltar o psicológico das duas garotas que estão descobrindo as verdades sobre o mundo e sobre si mesmas.

- A escrita é pausada, ou seja, cada frase é uma ação diferente.É bom ler dessa forma, de maneira que a leitura fica leve e mais direta.Na página 24 temos o exemplo disso: "...Ele chegou mais perto,parecia relutante.Ele ainda estava segurando o copo com uísque.Ela puxou a mão dele.Ele largou o copo e se sentou na cama..."

- O fato de ter colocado em questão não só a semelhança da história de Jane Eyre( do poder de voz, da liberdade,etc) é importante ressaltar que a autora detalha muito bem os pensamentos confusos e sombrios das garotas que estão escolhendo suas vidas, seguindo com suas escolhas.É bom identificar-se com essas questões naturais da vida.

Xoxo,

Carol

janeiro 05, 2015

(Textos Meus) Escreva uma música,

Mas não espere pelo sucesso.Você viveu coisas que nunca imaginou?E sofreu ainda mais?Olha só, posso te consolar dizendo que no meio dessas noites estranhas,um anjo ou uma voz distante obrigará suas mãos á escrever uma letra maravilhosa como a dor pode se transformar em versos rimados.Ou talvez não; não precisa rimar para virar melodia.E depois de escrever sobre isso, de chorar no quarto á noite revivendo todas as coisas que nunca disse, todas as chances que perdeu de demonstrar seus sentimentos, de todas as poesias que deixou guardada na gaveta, a sua alma vai agradecer por espiar um pouco do mundo real.E você vai achar essa música sensacional; talvez a batida da próxima geração.Mas sabe de uma coisa?Esses novos ouvintes vão odiar essa letra real, porque gostam mesmo é de sensações novas e não de corações partidos.De festas e companheiros desconhecidos.Entende o que quero dizer?O mundo vive e renasce á cada segundo, e você se pergunta, ali, no meio da multidão, quando será a sua chance!?Talvez os otimistas chamem isso de baixo astral,mas acredito(cada vez mais) que quanto menos expectativas,maior será a sua felicidade.Fico meditando que talvez por isso eu nunca tenha mudado meu jeito: após uma catástrofe no meu coração, a terapia imediata é pegar um caderno e jorrar os sentimentos ali.Não importa se faz sentido, se alguém um dia vai ler aquilo ou se realmente vale a pena expôr o que sente,mas é só eu,a poesia, e o resto do mundo,afinal.


Xoxo,

Carol